HPV Tem Cura? Sintomas, Tratamentos, Causas!

Uma pergunta muito comum é: HPV tem cura? E é essa resposta que vamos dar agora, nesse artigo, além de explicar o que é o HPV tão falado. O HPV é um vírus que atinge em grande maioria as mulheres. Os homens também podem contrair o HPV, mas os sintomas são bem raros e por isso muitos homens passam a vida sem saber que possuem o vírus.

HPV é uma sigla para Papiloma vírus humano. Pode causar dentre outras coisas verrugas, câncer de colo de útero , garganta e ânus. Detalhe, cada tipo de HPV pode causar verrugas em diferentes partes do corpo.

O HPV não é considerado por muitos médicos uma doença sexualmente transmissível porque a pessoa pode contrair mesmo na ausência de relações sexual, mas para muitos outros médicos, sim, é uma doença sexualmente transmissível. Dessa forma não é considerada uma DST.

O vírus é muito mais comum de ser contraído no início da vida sexual das mulheres, estima-se que a cada 10 meninas 2 entram em contato nas suas primeiras relações. Com o tempo e falta de cuidados e prevenções cerca de 90% da população já entrou ou vão entrar em contato com o vírus.

HPV tem cura?

Afinal o HPV tem cura ou não?


Sim, a doença HPV tem cura, mas é muito difícil a eliminação total do vírus do corpo da pessoa. Depois de diagnosticado e com tratamento e perfeitamente possível eliminar todos os sintomas e problemas que acompanha a doença e pode se despreocupar, isso claro, dependendo do HPV que a pessoa tiver e o nível que já está a doença.

Calma, apesar desse primeiro discurso meio pessimista do HPV é importante você saber que existem mais de 200 tipos de HPV, sendo que apenas 150 foram até agora identificados, caracterizados, e desse total apenas 14 tipos de HPV podem causar lesões, podem ser um estopim para o início de um câncer.

SINTOMAS DO HPV


O principal sintoma do HPV são lesões na pele e/ou verrugas, em sua maioria as manchas são branquinhas ou acastanhadas e coçam. Contudo, como cada organismo é diferente um do outro, diversas vezes as lesões não são visíveis em algumas pessoas a olho nu, podendo ser diagnosticada e confirmada apenas por meio de exames: Colposcopia, Vulvoscopia e Peniscopia.

HPV tem cura?

Em sua maioria os sintomas, as lesões, verrugas aparecem na região genital da pessoa, mas podem surgir em diversos outros locais, como por exemplo:

  • Nas mulheres as lesões costumam se desenvolver na vulva, vagina e colo de útero.
  • No organismo masculino o local mais comum é no pênis
  • E em ambos os sexos é destaque o ânus, garganta, boca, pés.

TRATAMENTO PARA O HPV


Existem várias formas e métodos de tratamento para o HPV.  Existem tratamentos a base de cirurgias e de medicamentos. Lembrando que os tratamentos, qualquer que seja ele, não visa a eliminação do vírus, pois não existe ainda esse tratamento, mas sim, eliminar todos os sintomas ou ao menos o máximo possível, das lesões, verrugas e outros problemas que venham a surgir no paciente.

O método usado para o tratamento depende única e exclusivamente do HPV que a pessoa possuir da opinião médica. Os remédios mais usados nos tratamentos Efurix e Ixium, existem diversos outros, mas esses são os mais receitados pelos médicos. Nunca se automedique, e caso comece um tratamento à base de medicamento não interrompa sem consultar o médico.

HPV tem cura?

CONSIDERAÇÕES FINAIS


Bom, para evitar tantos problemas causados pelo HPV é muito mais fácil se prevenir contra a doença. Além das vacinas contra o HPV que normalmente as mulheres tomam quando ainda jovens, que são a Quadrivalente e a Bivalente. Segundo estudos essas vacinas previnem contra cerca de 70% dos males do HPV e principalmente contra câncer, derivado do HPV.

De resto, previna-se sempre com camisinha, faça exames rotineiros e mantenha uma vida saudável, sem fumar e não ter múltiplos parceiros. Essa doença se manifesta depois de contraída em mais ou menos 8 meses, mas pode passar cerca de 20 anos sem se manifestar.

Por isso, previna-se e sempre que possível faça exames de rotina.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.