Labirintite Tem Cura? Causas! Sintomas!

Para sabermos se labirintite tem cura em primeiro lugar precisamos indicar o que é exatamente essa doença e como ela pode ser tratada.  Labirintite é uma doença no ouvido que afeta principalmente o labirinto.

As causas da labirintite ainda não foram amplamente comprovadas cientificamente, mas as pesquisas apontam que há várias causas que podem fazer com que uma pessoa sofra com labirintite:


  • Inflamações
  • Resfriados
  • Doenças neurológicas
  • Tumores
  • Uso de medicamentos de maneira inadequada

Quando uma pessoa tem labirintite à região interna de seus ouvidos fica inflamada. Isso faz com que sejam enviados estímulos errados para o cérebro como se o corpo estivesse se movendo.  

Só que os outros sentidos como os olhos não captam esse movimento porque ele não está ocorrendo. Isso causa uma confusão mental e uma sensação de desequilíbrio.

Labirintite Tem Cura?

Sintomas da labirintite


O principal sintoma da labirintite é quando a pessoa tem aquela sensação de tudo ao seu redor está girando. É como se ela conseguisse sentir o movimento de rotação da terra.  Além disso, existem outros sintomas que são comuns a pessoas com labirintite:

  • Tontura
  • Sudorese
  • Náuseas
  • Vomito
  • Perda de audição
  • Mudanças gastrointestinais
  • Diminuição na audição
  • Zumbidos no ouvido

Muitas vezes aquela fase mais aguda da doença surge de repente e pode durar por tempo indeterminado. Enquanto para algumas pessoas a labirintite pode durar alguns minutos para outros pode permanecer por  horas ou dias.

Tratamento Labirintite


Na maioria dos casos a labirintite desaparece naturalmente depois de algum tempo. No entanto dependendo da gravidade dos casos podem ser feitos tratamentos para diminuir o efeito dos sintomas que podem prejudicar a qualidade de vida de uma pessoa.

Labirintite Tem Cura?

A causa da labirintite pode ser tanto bacteriana como viral. No primeiro caso o médico irá lhe prescrever um antibiótico se for necessário. Caso sua labirintite seja do tipo viral você poderá alguns remédios com corticoide.

Há muitos anos se acreditava que a labirintite não tinha cura. As indicações para os pacientes, aliás, eram justamente o contrário do que é proposto hoje pela medicina moderna.

Antigamente se acreditava que a melhor forma de se tratar a labirintite era ficando deitado o tempo todo em repouso. Hoje se sabe que ter uma vida ativa é importante tanto para tratar a labirintite como também para preveni-la.

Claro que durante uma crise de labirintite é importante ficar em repouso.

No entanto é preciso destacar que uma vida saudável pode impedir que apareçam qualquer sintoma de labirintite em sua vida.

Estudos apontam que mais de 30% da população já tenha ficado “sem chão” em algum momento. Por isso é importante que você mantenha hábitos como:

  • Dormir horas suficientes
  • Manter uma alimentação saudável
  • Fazer exercícios físicos com regularidade

Agora que você já sabe o que deve fazer é importante também que você tenha noção de quais comportamentos facilitam o aparecimento da labirintite . O principal fator que você deve evitar é o consumo de alguns produtos prejudiciais como:

  • Álcool
  • Maconha
  • Anticoncepcionais
  • Cafeína
  • Sedativos
  • Tranquilizantes
  • Antidepressivos
  • Anti-inflamatórios
  • Antibióticos
  • Nicotina
Labirintite Tem Cura?
Anatomia do ouvido

Para descobrir qual é a causa da labirintite é feito um exame onde o médico analisa vários aspectos como o histórico o os hábitos de vida do paciente.

De qualquer forma a grande maioria dos especialistas concorda que o melhor e principal tratamento para a labirintite é através da mudança de hábitos

Conclusão


A labirintite é algo comum na vida dos brasileiros é algo que muitas vezes não se dá importância. Por mais que sejam raros os casos de pessoas que tenham complicações sérias, a labirintite pode ser vista como um reflexo os maus hábitos de nossa sociedade.

A labirintite tem cura e a cura passa justamente por essa mudança de hábitos.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.